Justiça bloqueia bens de tenente-coronel acusado de desvios de mais de R$ 11.6 milhões

Por G1 — São Paulo


Justiça bloqueia bens do tenente coronel da PM acusado de desvio de dinheiro da corporação
SP2
00:00/02:12
Justiça bloqueia bens do tenente coronel da PM acusado de desvio de dinheiro da corporação

Justiça bloqueia bens do tenente coronel da PM acusado de desvio de dinheiro da corporação

A Justiça bloqueou os bens do tenente-coronel da Polícia Militar, José Afonso Adriano Filho, acusado de desviar dinheiro do comando da corporação. O oficial está preso desde março e perdeu o cargo.

Segundo denúncia do Ministério Público, a Rogep, empresa de comércio de autopeças, foi contratada para fornecer peças para viaturas na época em que o tenente-coronel era responsável pelas compras e contratação de serviços para o comando da PM. A entrega dos bens licitados, entretanto, nunca ocorria.

A ação está suspensa por causa de um recurso da defesa argumentando que a fraude prescreveu. Apesar de suspender a ação, a Justiça manteve o bloqueio dos bens. Entre eles, uma casa em um condomínio em em Itu, no interior de São Paulo. São mais de R$ 5, 3 milhões que estão indisponíveis.

O tenente-coronel está preso desde março. Ele também foi denunciado por peculato acusado de usar empresas em nome de “laranjas” para desviar R$ 11.6 milhões entre 2006 e 2012.

Em depoimento à polícia, José Afonso Adriano Filho afirmou que fazia tal esquema para obter um custo mais baixo. “Eu pegava cheque da empresa, depositava na conta e tirava o dinheiro. Era isso que eu fazia. Comprava tudo material em dinheiro e material sem nota, para sair mais em conta.”

A defesa alega que o coronel cometeu só um crime militar e não pode ser processado por peculato, que é um crime com pena maior.

“Nós estamos a tratar de um crime propriamente militar, que é um crime de participação ilícita. Se ele se beneficiou disso não é peculato, é participação ilícita”, afirma o advogado de Adriano, Luiz Antônio Nunes Filho.

Além do coronel, outros 18 oficiais da PM são investigados. A reportagem do SP2 não conseguiu falar com representantes da empresa Rogep.

FONTE: https://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/justica-bloqueia-bens-de-tenente-coronel-da-pm-suspeito-de-desvio-de-dinheiro.ghtml

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: