Fraude nos pregões de licitações federais (ComprasNet) causou prejuízo de R$ 25 milhões, diz PF

Fraude em licitações federais causou prejuízo de R$ 25 milhões, diz PF
Dois empresários foram presos em MS suspeitos de esquema fraudulento.
Grupo de empresas venceu 380 pregões simulando falsa concorrência.

Gabriela PavãoDo G1 MS

Delegado da PF e diretor da CGU-MS em coletiva sobre operação Licitante Fantasma (Foto: Gabriela Pavão/ G1 MS)Delegado da PF e diretor da CGU-MS sobre operação Licitante Fantasma (Foto: Gabriela Pavão/ G1 MS)

O esquema fraudulento que burlava licitações federais no sistema de pregão eletrônico federal (ComprasNet) causou prejuízo de pelo menos R$ 25 milhões aos cofres públicos, segundo informações da Polícia Federal (PF). Dois empresários foram presos nesta terça-feira (21) em Campo Grande durante a operação Licitante Fantasma e sete armas de fogo foram apreendidas durante cumprimento dos mandados de busca e apreensão.

Os presos são suspeitos de comandar o esquema que venceu 380 pregões entre 2011 e 2014 simulando falsa concorrência.

Cléo Mazzotti, delegado da PF e diretor regional de combate ao crime organizado, disse, em coletiva de imprensa nesta manhã, que o esquema foi denunciado por um empresário que recusou convite para participar da fraude.

“Esse empresário conseguiu vencer a licitação sem participar do esquema e foi procurado por uma das empresas fraudulentas, que ofereceu que ele saísse da licitação para que uma das empresas do esquema ganhasse e eles dividissem valor superfaturado”, explicou.

Táticas
Segundo o delegado, o grupo tinha três modalidades de fraude. Na primeira, duas empresas do grupo propostas muito altas, próximas do valor inicial da licitação, e iam concorrendo com empresas sérias que não faziam parte do esquema.

Quando eles percebiam que não ganhariam a concorrência, outra empresas fraudelentas, participantes do certame, fazia uma proposta muito baixa, quase sem lucro, para afastar as empresas sérias que acabavam desistindo da licitação por conta da oferta muito baixa da empresa fraudadora.

Na etapa seguinte, a empresa fraudadora vencedora não entregava os documentos, saindo da disputa, assim como a outra empresa que tinha proposto valor alto. Quem assumia a licitação era a empresa do esquema que havia feito a proposta mais alta.

“O objetivo era fraudar a concorrência e vencer a licitação com preço muito mais próximo do que o oferecido”, explicou Mazzotti.

Polícia Federal em cumprimento a mandado de busca e apreensão, em Campo Grande (Foto: PF/ Divulgação)Polícia Federal em cumprimento a mandado de
busca e apreensão (Foto: PF/ Divulgação)

Na segunda modalidade, a empresa não fraudadora não desistia da licitação, nem diante da oferta muito baixa feita pela empresa fraudadora. Então, o grupo convidada a empresa não fraudadora para entrar no esquema e oferecia 50% do valor que a empresa fraudadora vencedora tivesse de superfaturamento.

E na terceira forma de fraude, todas as empresas fraudadoras combinavam quem participaria da licitação e somente as empresas vencedoras faziam ofertas muito próximas do valor estipulado pela administração pública, sem nenhuma concorrência.

Senhas
A investigação ainda apurou que, em algumas situações, os lances eram feitos quase que simultaneamente por uma mesma pessoa do grupo, através de senhas de cada uma das empresas participantes do esquema.

A partir disso, a Controladoria-Geral da União (CGU) vai buscar medidas para aperfeiçoar o sistema de pregão eletrônico federal (ComprasNet) e reforçar a segurança para evitar fraudes desse tipo, segundo o chefe da CGU em Mato Grosso do Sul, José Paulo Barbieri.

“Não trata-se de crítica ou falha do sistema, foram oportunidades que essas empresas vislumbravam de fraudar o sistema

Ele também reforçou que, a princípio, não existem evidências de participação de servidores federais no esquema, já que a fraude acontecia na fase inicial da licitação.

FONTE http://g1.globo.com/mato-grosso-do-sul/noticia/2017/03/fraude-em-licitacoes-federais-causou-prejuizo-de-r-25-milhoes-diz-pf.html

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: