PM e Gecoc prendem acusado de praticar fraudes em Alagoas

Empresário Luciano Lima também é conhecido como ‘Luciano Cabeça’ foi preso em sua residêndia, localizada no bairro da Jatiúca, em Maceió

 

Um empresário, identificado como Luciano Lima Lopes foi preso na manhã desta quinta-feira (28) em sua residência no bairro Jatiúca em Maceió. Ele é acusado de participação em fraudes em licitações e fornecer notas fiscais frias para prefeituras de municípios da região Norte e Sul de Alagoas. A operação está sendo realizada pela Polícia Militar de Alagoas, através do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e pelo Grupo de Combate às Organizações Crimininosas (Gecoc), que pertence ao Ministério Público Estadual (MPE). Os mandados de prisão e de busca e apreensão foram expedidos por juízes da 17ª Vara de Maceió. Luciano Lima também é conhecido como ‘Luciano Cabeça’.

De acordo com informações do MPE, Luciano Lima Lopes foi denunciado por outras pessoas que participam do mesmo crime. Ele é acusado de exigir 7% do valor desviado das prefeituras, através de empresas fantasmas que emitiam notas frias. Luciano teve um mandado de prisão temporária expedido, que pode durar cinco dias, mas também pode ser prorrogado a pedido do MPE.

Investigadores do Gecoc também estiveram na empresa LLMar de locação de veículos, localizada no bairro da Gruta de Lourdes. Há suspeitas de que Luciano Lima tenha guardado documentos comprometedores relativos as possíveis fraudes nesta empresa.

Nota

Os promotores do Gecoc que participaram da operação, após ouvirem o empresário Luciano Lima Lopes, conseguiram obter todas as informações necessárias ao andamento das investigações. Portanto, em função da sua colaboração, eles decidiram requisitar à 17ª Vara Criminal da Capital a revogação da prisão, que era provisória e tinha prazo de cinco dias.

Para o MP/AL, já que o acusado contribuiu e revelou dados que vão ajudar na continuidade da apuração, ele não oferecerá mais riscos, pelo menos por enquanto, de esconder supostas provas, caso fique em liberdade. Após a conclusão dos trabalhos, o empresário e os demais envolvidos no esquema de fraudes à licitação serão alvo de uma ação penal a ser ajuizada pelo Gecoc.

FONTE: http://tribunahoje.com/noticia/177374/policia/2016/04/28/pm-e-gecoc-prendem-acusado-de-praticar-fraudes-em-alagoas.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: