PF faz operação contra esquema que desviou R$ 18 milhões em prefeituras de Rondonia

Operação em RO prende 10 suspeitos de fraudes de R$ 18 mi em prefeitura (Foto: Polícia Federal/Divulgação)PF cumpriu 10 mandados de prisão e 13 de condução coercitiva durante Operação Cerberus (Foto: Polícia Federal/Divulgação)

A Polícia Federal prendeu dez pessoas suspeitas de envolvimento em fraudes na prefeitura de Mirante da Serra (RO), durante a Operação Cerberus, realizada nesta terça-feira (2), em parceria com a Controladoria Geral da União (CGU). Segundo as investigações, foram desviados quase R$ 18 milhões em um suposto esquema de direcionamento de licitações e lavagem de dinheiro, entre 2011 e 2015.

Operação Cerberus acontece em Mirante da Serra e 5 cidades de Rondônia.
Empresas de parentes de servidores eram beneficiadas em licitações, diz PF.

Do G1 RO

A Polícia Federal e a Controladoria Geral da União iniciaram nesta terça-feira (2) a Operação Cerberus, para desarticular um suposto esquema de desvio de verbas públicas, fraude em licitações e lavagem de dinheiro na prefeitura de Mirante da Serra (RO). As investigações apontam que foram desviados quase R$ 18 milhões, entre 2011 e 2015, do município, distante aproximadamente 400 quilômetros de Porto Velho.

Cerca de 150 policiais federais cumprem 63 mandados judiciais: 17 de prisão, seis de condução coercitiva e 40 de busca e apreensão nas cidades de Mirante da Serra, Nova União, Ouro Preto do Oeste, Cacoal, Rolim de Moura, Ji-Paraná e também em Curitiba (PR). Barreiras policiais foram montadas nas saídas de Mirante da Serra para evitar fugas dos procurados.

Segundo a PF, licitações foram direcionadas para beneficiar duas empresas, de titularidade de parentes e servidores do alto escalão da prefeitura de Mirante da Serra, que prestaram serviços em qualidade muito inferior ao previsto nos contratos. Estima-se que o desvio tenha alcançado uma média mensal de R$ 320 mil reais, totalizando R$ 18 milhões, entre 2011 e 2015. A arrecadação total do Executivo municipal é de cerca de R$ 20 milhões ao ano.

O nome da operação, Cerberus, faz alusão ao cão de três cabeças da mitologia grega e que na Divina Comédia é traduzido como retrato do apetite insaciável, remetendo-se assim ao núcleo principal que é formado por três pessoas, que causou, em tese, enorme rombo aos cofres públicos de Mirante da Serra.

FONTE: http://g1.globo.com/ro/rondonia/noticia/2015/06/operacao-desarticula-esquema-que-desviou-r-18-mi-em-prefeitura-de-ro.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: