Esquema de propinas pode passar de mais de 500 milhões no estádio Mané Garrincha. E o principal envolvido é Tadeu Filippelli, hoje assessor especial de Michel Temer.

PROPINA PARA ASSESSOR DE TEMER

A reportagem de Veja sobre a corrupção nos estádios da Copa diz que a Andrade Gutierrez negociou o pagamento de 1% de propina na obra do Mané Garrincha.

A negociata foi iniciada com José Roberto Arruda e herdada por Agnelo Queiroz e Tadeu Filippelli, hoje assessor especial de Michel Temer. A obra custou R$ 1,4 bilhão – 87% acima do preço original.

“O então vice de Agnelo, Tadeu Filippelli, também solicitou à Andrade Gutierrez pagamento de propina via doações de campanha em favor do PMDB na ordem de 1% do valor do estádio”, disse Clovis Renato Primo, ex-diretor da empreiteira, em delação premiada.

 

FONTE: http://www.oantagonista.com/posts/propina-para-assessor-de-temer

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: