Mafia da Previdencia arrancou mais de 500 milhões de reais em ações fraudulentas

Entre 1988 e 1990, um ralo de corrupção tragou milhões e milhões de reais da Previdência Social no Rio de Janeiro. Uma máfia formada por juízes, advogados e procuradores conseguiu arrancar 500 milhões de reais do INSS por meio de ações judiciais fraudulentas. Os corruptos se utilizavam até mesmo do nome de pessoas mortas para forjar processos de indenização e embolsar dinheiro público. Os desvios só começaram a ter fim quando uma investigação interna do INSS descobriu o caso do motorista de empilhadeira Alaíde Fernandes Ximenes. Utilizando-se de um processo por acidente de trabalho, os mafiosos conseguiram obter uma indenização de 90 milhões de reais – e, claro, nem um centavo foi para a conta de Alaíde. A apuração interna teve início a partir de denúncias sobre indenizações em São Gonçalo, no Rio de Janeiro.

Até hoje, a Advocacia-Geral da União (AGU) conseguiu recuperar, por meio de leilões e repatriação de valores, cerca de 111 milhões desviados pela quadrilha. Em maio de 2013, cerca de 5,6 milhões de reais foram devolvidos aos cofres públicos graças ao leilão de um apartamento no Rio de Janeiro. O imóvel pertencia a um dos integrantes da quadrilha liderada por Jorgina de Freitas. O apartamento, localizado no Leblon, havia sido avaliado por 4,3 milhões de reais, mas acabou sendo arrematado com uma valorização de 30%. Três meses depois, outro leilão arrecadou 6,6 milhões de reais com a venda de um apartamento de Jorgina, também no Leblon.

http://veja.abril.com.br/infograficos/rede-escandalos/rede-escandalos.shtml?governo=collor—itamar&scrollto=55

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: