Mais um esquema de corrupção no Mato Grosso descoberto pela Operação Térmitas 2 da Policia Federal

Uma pessoa foi presa pela Polícia Federal nesta quarta-feira (6), em Colniza, a 1.065 km de Cuiabá, por suspeita de envolvimento em crimes ambientais, formação de quadrilha e fraudes na comercialização de créditos de passivos ambientais. A prisão foi efetuada durante a Operação Térmitas 2, deflagrada ontem no Pará, na tentativa de desarticular um esquema de extração irregular de madeira em áreas protegidas.

Segundo a Superintendência Regional da PF, em Mato Grosso também foram cumpridos três mandados de busca e apreensão em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, Alta Floresta, a 800 km da capital, e ainda em Colniza.

As investigações do crime começaram há um ano depois de denúncias feitas à Secretaria de Meio Ambiente do Pará acerca da existência de uma organização criminosa que estaria burlando os sistemas de controle ambiental e extraindo madeira de forma ilegal de áreas protegidas no Pará. Na operação, foram cumpridos um total de 44 mandados, sendo sete de prisão preventiva, 21 de busca e apreensão e 16 de condução em sedes de madeireiras e residências dos investigados.

http://g1.globo.com/mato-grosso/noticia/2013/11/pf-prende-em-mt-suspeito-de-integrar-esquema-de-crimes-ambientais.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: